Sabia que, na maioria dos casos, a reabilitação de coberturas com amianto é mais segura que a remoção?

A existência de amianto num edifício não constitui, por si só, um risco para a saúde, nem o contacto com o mesmo dita uma sentença de morte. O tipo de dimensão da fibra de amianto, a sua concentração e tempo de exposição determinam o seu efeito na saúde.

Normalmente, a melhor solução é não remover o material que contém amianto e que se encontra em boas condições de conservação, mas sim neutralizá-lo.

 

O que fazer se tem amianto na sua cobertura?

A remoção de fibrocimento de edifícios apresenta riscos de libertação adicional de poeiras de amianto

A onde de sensacionalismo no sentido de retirar urgentemente todo o fibrocimento dos edifícios, não tem qualquer fundamentação técnica ou científica:

 

Riscos associados a uma libertação adicional de poeiras de amianto.

Ao ser removido, as fibras podem libertar-se mais facilmente, ou acidentalmente, alcançando um raio de dispersão que pode atingir e colocar em risco toda a população circundante e não apenas os trabalhadores.

 

Impraticabilidade da medida e custos associados

Em 2008 existiam cerca de 6 mil milhões de m2 de coberturas de fibrocimento em Portugal. Intervencionar todos os edifícios passíveis de conter amianto é inviável e oneroso.

 

Despropósito de intervencionar estruturas em boas condições

Apesar de conter amianto, se o fibrocimento apresentar bom estado de conservação ou estiver confinado, não representa qualquer risco eminente de libertação de partículas respiráveis.

 

Não tente reparar ou remover materiais que contenham amianto se não tiver formação. Peça aconselhamento a profissionais especializados.

 

Manter ou Remover Materiais que contêm amianto?

Fluxograma para tomada de decisão, publicado pelo Comité de Altos Responsáveis da Inspeção do Trabalho (CARIT)

 

A solução de encapsulamento desenvolvida pela Prudêncio

A Prudêncio foi pioneira no desenvolvimento e aplicação de um método de encapsulamento de coberturas de fibrocimento que contêm amianto, evitando a libertação de fibras que constituem risco para a saúde pública.

 

O encapsulamento consiste no confinamento do amianto com revestimentos específicos. O sistema da Prudêncio não é uma simples operação de cosmética, mas sim uma verdadeira reabilitação através do confinamento das mesmas. O fibrocimento fica completamente envolvido e protegido das causas que levam à sua degradação: agressões físicas, amplitudes térmicas, chuva e humidade. 

Transformamos uma cobertura potencialmente perigosa num sistema sustentável. 

 

 

 

 

  1. Membrana de impermeabilização: Aplicamos membranas de impermeabilização avançadas, o que contribui para um resultado final seguro, fiável, estanque e duradouro, para além de melhorar o aspeto da cobertura.
  2. Placas de isolamento térmico: Melhoram a eficiência energética do edifício e servem de base para a impermeabilização. É aplicado um sistema contínuo de isolamento térmico que adicionalmente confere consistência ao sistema.
  3. Encapsulamento Interior: Soluções adequadas de revestimento quando a face interna do fibrocimento fica exposta.
  4. Cobertura ondulada de fibrocimento: A cobertura de fibrocimento não necessita de ser removida. Ao ser encapsulado, o fibrocimento serve de suporte para o novo sistema de isolamento térmico e impermeabilização.

Encapsulamento vs Remoção

 

Vantagens do Encapsulamento

 

  • Versátil, Seguro e Eficaz: Aumenta a vida útil do material, melhora as características de comportamento térmico, protege contra golpes acidentais, para além de evitar a libertação de fibras por degradação geral.
  • Duradouro e Energeticamente Eficiente: Protege e repara o fibrocimento danificado ou exposto com diferentes graus de deterioração, através de um manuseamento mínimo, sem raspar ou partir as placas de fibrocimento, ou seja, sem libertar poeiras de amianto durante os trabalhos.
  • Funcional, Estanque e Estético: Melhora a aparência geral, possibilita a circulação durante e após as obras, essencial para a vigilância e manutenção da nova cobertura. Sistema contínuo e estanque, mesmo em casos de entupimentos.
  • Rápido e Sustentável: Recuperação sem desperdícios que evita os riscos da remoção, transporte e deposição do fibrocimento. Não sobracarrega os aterros, prevenindo consequências ambientais a longo prazo.
  • Não Invasivo e Sem Interrupções: Minimiza qualquer necessidade de interrupção das atividades normais dos edifícios durante os trabalhos de reabilitação da cobertura. Encerrar para obras? Não faz sentido. Pode manter o seu estabelecimento aberto e as suas rotinas sem qualquer risco.

 

Desvantagens da Remoção

  • Processos de remoção complicados
  • Custos elevados
  • Tempo de inatividade considerável
  • Riscos ambientais e para a saúde

Quer saber se o encapsulamento é a melhor solução para a sua cobertura?

Ajudamos no processo de decisão: fazemos a avaliação de risco, verificamos o grau de degradação do material e confirmamos se a exposição representa risco.

 

Razões para escolher a Prudêncio:

  • Todos os nossos técnicos possuem formação específica adequada para executarem tarefas com materiais que contêm amianto.
  • Cumprimos o estipulado no decreto lei nº226/2016 de 24 de Julho.
  • Efetuamos a avaliação de riscos e realizamos testes no Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge – INSA, que demonstram que o valor limite de exposição a fibras de amianto em suspensão no ar de 0,1 fibras/cm3 não é excedido na área de trabalho utilizando as nossas técnicas de aplicação.

 

 

Amianto – Riscos e Legislação

 

O que é o Amianto?

Amianto ou asbesto é um termo genérico para designar seis minerais fibrosos de ocorrência natural, extraídos de rochas.

 

Porque foi tão utilizado?

Foi muito utilizado devido às as suas excelentes propriedades mecânicas e físicas, durabilidade, baixo custo e abundância na natureza.

 

Quais os seus efeitos na saúde?

Todas as variedades de amianto foram classificadas como agentes cancerígenos para o ser humano. A exposição prolongada a fibras de amianto pode causar doenças graves como Mesotelioma, Cancro do Pulmão, Asbestose e Espessamento Pleural.  

 

Quais as vias de exposição ao amianto?

A inalação, a ingestão e a via cutânea, sendo a primeira, a via respiratória, a preponderante e a que mais potencia o desenvolvimento de patologias. As fibras podem alojar-se nos pulmões e as consequência surgirem apenas décadas depois.

 

Qual o risco do amianto existente?

Segundo a Direção Geral de Saúde, “Regra geral, a presença de amianto em materiais de construção apresenta um baixo risco para a saúde, desde que o material esteja em bom estado de conservação, não seja friável e não esteja sujeito a agressões diretas.”

O que se entende por material friável e não friável?

Material friável, de ligação fraca, é o que se desagrega naturalmente ou é facilmente pulverizado ou reduzido a pó, apresentando maior risco de exposição. Já os materiais não friáveis apresentam uma ligação forte, pequena percentagem de fibras e representam um risco menor. 

 

 

 

 

 

 

Documentos Legais e Normativos 

  • Decreto-Lei nº 101/2005, de 23 de junho: proíbe a utilização e comercialização de fibras de amianto e de produtos que contenham essas fibras.
  • Decreto-Lei nº 266/2007 de 24 de julho: proteção sanitária dos trabalhadores contra os riscos de exposição ao amianto durante o trabalho.
  • Decreto-Lei nº 46/2008, de 12 de março: regime de gestão de resíduos de construção e demolição.
  • Portaria nº40/2014, de 17 de fevereiro: normas para a correta remoção dos materiais contendo amianto e para o acondicionamento, transporte e gestão dos respetivos resíduos.

Estas medidas não implicam obrigatoriamente a remoção de materiais que contêm amianto. 

 

Consulte-nos, tire as suas dúvidas. Efetuamos orçamentos gratuitos, sem compromisso.

Contacte-nos para informações mais detalhadas e para verificar se a tipologia e a dimensão do seu projecto se ajusta ao nosso âmbito de serviços.

ENTRE EM CONTACTO CONNOSCO É um cliente, um fornecedor ou um profissional talentoso? Fale connosco!
NOME*
EMAIL*
CIDADE*
TELEFONE*
MENSAGEM*

Top