As principais tendências de casa e jardim em 2021

 

Sustentabilidade, natureza, detalhe e minimalismo são as palavras chave nas principais tendências verificadas e esperadas em 2021. O confinamento, provocado pela pandemia da Covid-19, fez-nos passar mais tempo coletivo nas nossas casas do que aquele que teríamos previsto e, por isso, a procura por soluções e ideias que pudessem trazer mais conforto e bem estar vieram definir novos comportamentos e necessidades. 

 

Descubra as principais tendências para as casas e jardim e inspire-se para colocar em prática renovações que tinha em vista.

 

 

O ano 2021 já vai a meio mas a rotina marcada pelo isolamento e distanciamento social vai continuar a fazer parte das nossas vidas. Isto significa que as nossas casas continuarão a ocupar grande parte do nosso dia a dia. 

Neste sentido e, retomando as necessidades pré-existentes no ano anterior, estamos a observar novos comportamentos e perspectivas que estão a moldar-se ao contexto social em que vivemos.

 

Aqui estão as principais tendências que pode verificar e esperar até ao final do ano:

 

Espaços Multifuncionais

As nossas casas e a vida doméstica ganharam um novo propósito e, por isso, cresce a necessidade de uma concepção que assegure flexibilizar de um modo polivalente as diferentes atividades do dia a dia e promover um ambiente saudável.

 

Hoje, mais do que nunca, os detalhes importam, desde a decoração às formas e materiais, e o surgimento de escritórios que se adaptam aos diferentes espaços. As salas de estar exigem versatilidade para acomodar o convívio, o lazer ou o teletrabalho. Para isso, surge a necessidade de colocar em prática soluções que não comprometam o espaço existente, isto é, acessórios decorativos como cortinas e divisórias para a diferenciação de espaços, mesas de café que possam servir para trabalhar e novas ideias de design mobiliário para o desenvolvimento de escritórios pré-fabricados. 

 

Uma outra tendência para conjugar os diferentes ambientes consiste na utilização de pisos com texturas e tons diferentes para delimitar os espaços, por exemplo entre a cozinha e a sala e, assim, aumentar o contraste entre ambos.

 

 

 

 

Minimalismo e tranquilidade

Podemos observar decorações minimalistas quer em termos estéticos quer ao nível da noção de consumo consciente. A simplicidade irá marcar a forma como reformulamos os espaços para que possamos olhar e usufruir dos mesmos com uma sensação de conforto e estabilidade

 

As cores e as texturas têm cada vez mais um papel importante para confortar e tranquilizar os diferentes ambientes do lar. Estudos apontam para a escolha de tonalidades que remetem para a calma e tranquilidade. As opções variam desde tons neutros e terrosos como o cinza, o branco para a cozinha com detalhes em madeira e tons mais vibrantes e inspirados na natureza como o verde, o azul, o amarelo suave e o vermelho intenso e alaranjado. 

 

Tudo isto idealizado com um design minimalista, com uma decoração mais funcional e menos carregada, privilegiando e filtrando produtos e peças que realmente fazem falta e que realcem a funcionalidade e o conforto.

 

Sustentabilidade

A sustentabilidade não é nenhuma novidade mas irá, com certeza, fortalecer e influenciar os comportamentos das pessoas na procura de soluções eficientes e produtos com baixas emissões que garantam o mínimo impacto para o meio ambiente. As pessoas começaram a preocupar-se cada vez mais com a organização dos espaços e a sustentabilidade dentro de casa.

 

É uma questão com peso cada vez maior na tomada de decisões e isso já se tem vindo a sentir no sector da construção e da decoração que têm procurado continuamente novas formas de reduzir o impacto ambiental, geração de resíduos e utilização de materiais alinhados com a emergente necessidade. 

 

Como reflexo da maior consciência pela relação com a natureza, algumas das tendências passam pela implementação de coberturas ajardinadas, soluções de isolamento térmico, reciclagem, redução da geração de resíduos e um maior aproveitamento da iluminação natural com recurso a energia solar ou clarabóias.

 

Jardim

Uma casa sem qualquer elemento verde não entra nos padrões de 2021. Para além da harmonia com a preocupação pela sustentabilidade, a presença da natureza nos lares é uma tendência com grande peso na tomada de decisões.

 

Tornou-se, assim, numa prática imprescindível para reforçar a sensação de um jardim interior e fomentar a tranquilidade e aconchego dos espaços. Mais do que uma opção, investir na jardinagem tornou-se também num hobbie, uma nova forma de desenvolver alguma atividade ao passarmos mais tempo em casa.

 

Este ano podemos observar uma procura crescente por jardins verticais em varandas, plantas ornamentais e duradouras, hortas caseiras, pequenos jardins em janelas, utilização de flores fáceis de cultivar e canteiros de jardim elevados, uma excelente opção a considerar se tiver pouco espaço. Também é uma tendência a construção de mini hortas no peitoril da janela, uma solução ideal para  o cultivo de plantas que irão acrescentar um pouco mais à cozinha uma vez que alguns tipos de vegetais e ervas podem ser cultivados durante o ano todo. 

 

O pouco espaço nunca será impedimento para ter flores e plantas frescas em casa tornando o ambiente mais acolhedor e com a sensação de extensão da casa em harmonia com o exterior.

 

 

 

Inspire-se e entre em contacto

Não espere pelo final do ano e faça aquela renovação que andava a adiar. Se procura desfrutar do prazer do contacto com a natureza na sua habitação, a Prudêncio tem a solução para si. A nossa equipa desenvolve soluções integrais especializadas, desde o sistema de impermeabilização, isolamento e drenagem ao projeto e realização do jardim ou espaço verde.

 

Quer saber mais sobre esta e outras soluções que asseguram conforto, sustentabilidade e funcionalidade? Entre em contacto connosco

ENTRE EM CONTACTO CONNOSCO É um cliente, um fornecedor ou um profissional talentoso? Fale connosco!
NOME*
EMAIL*
CIDADE*
TELEFONE*
MENSAGEM*

Top